Chuva Miúda de Luis Landero

Disclaimer: Livro enviado pela Porto Editora, a meu pedido, para leitura e opinião. Tal facto não afeta, em nada, o que a seguir se expõe.

Uma narrativa lírica sobre relações familiares contemporâneas.

“Agora já sabe com toda a certeza que as histórias não são inocentes, não inteiramente, Talvez não o sejam as conversa quotidianas, os descuidos e lapsos verbais ou o falar por falar”.

Em Chuva Miúda, as palavras são corrosivas, revelando os rancores de uma família desfeita pela memória. Landero é magistral. Oferece personagens densas e de enorme complexidade que dizem tanto no silêncio, como no grito. Esta é a história das suas vidas, contadas por cada uma e por todas. 

Face ao octogésimo aniversário da sua mãe, Gabriel decide organizar um almoço de família. Liga com as irmãs Andrea e Sónia que, desconfiando do sucesso de tal ideia, depressa chamam à colação memórias de outros tempos. Segundo elas, a mãe nunca as amou da mesma forma que amou Gabriel. Sonia diz que Andrea nunca conheceu o amor, Andrea diz que o ex-marido de Sonia, na verdade, estava apaixonada por ela. A figura matriarcal surge como uma figura opressiva, recriminadora e rancorosa. O filho mais novo, como o favorito da mãe, e as irmãs, como as sacrificadas em virtude da subsistência económica da família. Mas o brilhantismo de Chuva Miúda é que nenhuma destas conceções está, na verdade, correta. No centro da narrativa, surge-nos Aurora, esposa de Gabriel e confidente de toda a família. É esta protagonista que nos vai conduzir pelas complexidades das relações afetivas de cada um dos seus membros.

Considerado o melhor livro de 2019 pelo El PaísChuva Miúda de Luis Landero é um romance sobre a família contemporânea com todas as suas relações tortuosas. Pautado por um característico lirismo, o mesmo percorre diferentes momentos cronológicos que vão desde o franquismo aos dias atuais. No centro está o rancor e as múltiplas memórias de um mesmo acontecimento. A tensão é palpável assim como o cansaço que se vai apoderando da nossa protagonista, Aurora, que absorve as emoções e palavras dos que a rodeiam porque este é um drama de jogos psicológicos onde o conflito se tornou forma de viver e sentir. Um dos melhores romances que já tive o prazer de ler.

Sinopse oficial do Livro:

Gabriel decide celebrar o octogésimo aniversário da mãe e, para isso, terá de contactar as irmãs a fim de reunir a família para a feliz ocasião. Todavia, estes telefonemas entre irmãos despertam rancores antigos, relembram erros do passado e põem em confronto diferentes visões do mesmo episódio. Aurora, a discreta mulher de Gabriel, é a confidente pela qual passam todas as histórias que durante anos estiveram guardadas no mais fundo de cada uma das personagens.
Chuva Miúda é um romance poderoso sobre a família – com os seus segredos e rancores -, mas também sobre a memória e a forma como o mesmo momento é lido e lembrado por todos aqueles que o viveram.

Sobre o Autor:

Luis Landero nasceu em Badajoz, em 1948. Licenciado em Filologia Hispânica pela Universidad Complutense, lecionou Literatura na Escuela de Arte Dramático de Madrid e foi professor convidado em Yale. Estreou-se na literatura em 1989 com o romance Jogos da Idade Tardia (Prémio da Crítica e Prémio Nacional de Narrativa 1990), a que se seguiram inúmeros títulos, entre eles Hoy, Júpiter (XV Prémio Arcebispo Juan de San Clemente), El balcón en invierno (Prémio Libro del Año del Gremio de Libreros de Madrid e Prémio Dulce Chacón 2015). Traduzido para várias línguas, Luis Landero é considerado um dos nomes essenciais da literatura espanhola. In Wook.

Queres ler este livro? Podes comprá-lo aqui (e ajudar o blog a crescer).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s